Método RULIBRA

A inovação não é um processo aleatório. Quando ela funciona o faz porque alguém identificou uma necessidade real e descobriu uma maneira de trazer novas idéias ou novas tecnologias para satisfazer essa necessidade.”LEWIS W. LEHR

Rulibra-Cap foi desenvolvido exatamente para finalidade de desobstruir, estimulando o organismo a defender-se e expulsar as bactérias que causam dermatite, infecção no folículo piloso, e posteriormente a queda dos cabelos originando a calvície tradicional mais comum em homens e os fungos que originam as micoses que no seu alastramento torna-se a calvície (pelada) mais comum em mulheres. A trilha da descoberta da causa da calvície A descoberta originou-se em pesquisas sobre a flora cutânea, que é microbiana e importante para pele.

Distinguem-se dois tipos de flora cutânea: A flora cutânea permanente é composta por germes saprófitos, normalmente não patogênicos, mas podendo tornar-se devido a certas condições. A flora cutânea ocasional patogênica é resultante, da contaminação ou da multiplicação exagerada. A localização principal é a camada descamante (stratum disjonctum), onde as células se separam umas das outras, criando espaços vazios que constituem excelente meio para o desenvolvimento bacteriano. O funil folicular (infundibulum), que favorece igualmente o desenvolvimento bacteriano, sebo, fragmentos de queratina temperatura elevada.

Quando este quadro se torna constante, a flora saprófita que participa da defesa contra infecção, não resiste e a situação se torna patológica, propiciando a multiplicação exagerada dos Estafilococos S. Epidemidis e S. Albus e a presença do S. Aureus ou Micrococus, M. saccharolyticus, M. Candidus, M. Flavus, Corynebacterium e muitos outros agentes bacterianos e fúngicos. A infecção causa desordem entre as glândulas sebáceas, que produzem e expelem a gordura do organismo e que serve de alimento para as bactérias. Nesse passo, a higienização é quase nula, pois os cabelos, já em estágio de queda e o couro cabeludo com ardor causado pela dermatite, faz com que os poros fiquem cada vez mais obstruídos. Os fios caem e levam média de quatro meses para nascer novamente. Neste período o poro absorve mais impurezas, obstruindo com mais rapidez sua vazão.

Por falta de condições a raiz vai deixando de fazer a maturação da proteína queratina que tem produção contínua e que é a principal para a formação do fio. Com isso a mesma é expelida para o couro cabeludo, área plana, por isso a calvície por bactéria é na área superior. Nas laterais, além da higienização, ser diferente a própria transpiração se incube de remover e escorrer para o corpo. Quando a queratina se acumula na superfície do couro cabeludo, o mesmo se torna com aspecto brilhante. Quando é um processo de calvície causada por fungos, ou seja, por micose, geralmente o processo se estabelece por umidade, higienização inadequada. Os cabelos caem em mechas e o couro cabeludo alisa de uma vez, geralmente dando início onde a umidade prevalece e alastrando-se rapidamente.

A verdadeira causa é provocada por três processos distintos: o infeccioso, o glandular e o proteínico.

1º Estágio
Processo infeccioso: Instalam-se por maneira incorreta de higienizar, produtos inadequados, acúmulos de impurezas, causando a caspa e seborréia, que se tornam focos de bactérias e fungos, provocando a dermatite, foliculite e micoses.
2º Estágio
Processo glandular: As glândulas sebáceas que produzem e expelem as gorduras e impurezas do organismo passam a trabalhar desordenadamente, quando a transpiração acontece, em vez das mesmas serem expelidas, se misturam com a infecção, passando a ocupar o conduto de oxigenação e passagem do fio. Por isso ele vai afinando e forçando a raiz produzir menos.
3º Estágio
Processo proteínico: A queratina que é a proteína principal para formação do fio de cabelo e que tem produção contínua, deixa de ser aproveitada pela raiz, por ela não ter condição de produção, pois a passagem encontra-se obstruída. A queratina, ainda em estado mole (ela só endurece após maduração, ou seja, formação do fio), é expelida para a superfície, isto é, couro cabeludo, e o acúmulo da mesma, juntamente, com todas as outras impurezas formam-se uma película brilhante como se o poro capilar jamais tivesse existido. É a obstrução total, onde todos conhecem como calvície.

Avalie o artigo

admin

Bem vindo!O como vencer a calvície é composto por uma equipe compromissada com a informação,sobre saúde e beleza.Não se esqueça de nos acompanhar em nossas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *